Buscar

Seja gestor dos seus pensamentos

Usamos a palavra “eu” cotidianamente, sem ter compreensão de sua dimensão, suas habilidades e funções vitais. O Eu é o centro da personalidade, o líder da psique ou da mente, a capacidade de autodeterminação e a identidade fundamental que nos torna seres únicos. Como a definição do Eu é ampla e suas funções ou papéis fundamentais são múltiplos, vou

sistematizá-los.


Funções do “Eu” como gestor dos pensamentos:

1. Autoconhecer, mapear suas mazelas psíquicas e superar a necessidade neurótica de ser perfeito.

2. Ter consciência crítica e exercer a arte da dúvida sobre tudo o que o controla, em especial as falsas crenças.

3. Ser autônomo, aprender a ter opinião própria e fazer escolhas, mas saber que todas as escolhas implicam perdas.

4. Ter identidade psíquica e social e superar a necessidade neurótica de poder.

5. Gerenciar os pensamentos e qualificá-los para ser escravo das ideias que ruminam o passado ou antecipam o futuro.

6. Gerenciar a emoção, protegê-la como a mais excelente propriedade e filtrar estímulos estressantes.

7. Superar a necessidade neurótica de mudar o outro (ninguém muda ninguém) e aprender a contribuir com ele, surpreendendo-o.

8. Aprender a dialogar e transferir o capital das experiências, e não apenas conhecer o trivial.

9. Pensar antes de reagir e raciocinar multifocalmente; não ser escravo das respostas, mas em primeiro lugar ser fiel à própria consciência.

10. Colocar-se no lugar do outro, para interpretá-lo com maior justiça, a partir dele mesmo.

11. Desenvolver altruísmo ,solidariedade e tolerância, inclusive consigo mesmo.

12. Desenvolver resiliência: trabalhar perdas e frustrações e reciclar o conformismo e a autopiedade.

13. Pensar como humanidade, e não apenas como grupo social, nacional, cultural, religioso.

14. Gerenciar os pensamentos acelerados para não ser uma máquina de pensar e de gastar energia cerebral inútil.

15. Aprender a não ser vítima.


Educar-se com todas as funções mais complexas da inteligência, citadas acima para desenvolver a mais notável delas: ser o autor da própria história ou gestor da sua mente.

Augusto Cury

Ansiedade- como enfrentar o mal do século.


Rúbia Mara de Assis

Psicóloga - Clínica Social Santo Antônio Vila Belém