Buscar

Definido Plano Pastoral para 2022

Lideranças e agentes de pastorais, grupos e movimentos definiram na tarde desse domingo, 28/11, o Plano Pastoral Paroquial para o ano de 2022.


As propostas buscam o caminho de evangelização da paróquia, tendo como base o projeto Proclamar a Palavra, da Arquidiocese de Belo Horizonte.


As ações, visam cumprir as diretrizes propostas na 6ª Assembleia do Povo de Deus. Os grupos já haviam enviado as propostas, que foram ajustadas e aprovadas na assembleia paroquial.


O plano pastoral ficou assim:


Casa da Palavra:

Diretriz - PROMOVERa catequese atenta à cultura urbana, por meio de metodologias e linguagens que utilizem a arte, como a música, cinema, teatro, imagens, e outros recursos a serviço da educação da fé.

  • Proposta 01 - (19 votos) OFERECER uma catequese permanente, com encontros abertos a comunidade, para aprofundamento de temas importantes das raízes da nossa fé, liturgia e palavra, fortalecendo também a participação na Leitura Orante, Grupo de Oração e formação bíblica. Oferecendo várias formas de encontro, como a exibição de filmes que reflitam a história da fé,tendo análise crítica e pastoral

  • Proposta 02 - (12 votos) PROMOVER, ao menos uma vez por ano, durante o mês da bíblia, uma gincana que envolva toda comunidade, buscando assim uma integração e dinamismo no entendimento da Palavra.

Casa do Pão

Diretriz - VALORIZAR a religiosidade popular no processo de evangelização, sobretudo, nas cidades históricas, santuários, comunidades quilombolas e nas famílias, como um caminho para aprofundar a fé, iluminados pela Palavra de Deus, com vistas à pertença e à participação na comunidade eclesial.


  • Proposta 01 - (21 votos) CONVIDAR grupos de congados, folia de reis e outros para apresentações culturais em momentos festivos da comunidade como: hasteamento do mastro de Santo Antônio, visitação ao presépio, momentos marianos; integrando a participação deles na comunidade e promovendo a história e cultura de cada um.

  • Proposta 02 - (17 votos) ORGANIZAR rodas de conversas com convidados, promovendo o entendimento da história da religiosidade popular e o impacto de uma consciência cristã a partir da história da nossa igreja.

Casa da Caridade

Diretriz - INSISTIR, profeticamente, na criação e fortalecimento de Grupos de Fé e Política e outros organismos eclesiais, que propiciem, a partir da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja, o compromisso com a política e a cidadania, despertando engajamento dos cristãos na defesa da vida, no empenho por políticas públicas que tenham em vista os direitos humanos e sociais.

  • Proposta 01 - (18 votos) DINAMIZAR as ações sociais realizadas pela paróquia e grupos parceiros, implantando o NAASP, ampliando o atendimento aos que mais precisam e promovendo as ações entre a comunidade, buscando assim um maior apoio e valorização, sobretudo dos grupos com menor visibilidade.

  • Proposta 02 - (18 votos) CRIAR o grupo de Fé e Política, para realizar encontros e debates para a busca de políticas públicas que contemplem nossa realidade, envolvendo outras instâncias além da comunidade paroquial como: escolas, associações e outros.

Casa da Missão

Diretriz - RETOMAR as celebrações fora da igreja em datas específicas como: mês de maio, novena de Nossa Senhora A parecida; reavivando os setores paroquiais e identificando neles lideranças que possam ser ponte entre a paróquia e as pessoas.

  • Proposta 01 - (18 votos) RETOMAR as celebrações fora da igreja em datas específicas como: mês de maio, novena de Nossa Senhora Aparecida; reavivando os setores paroquiais e identificando neles lideranças que possam ser ponte entre a paróquia e as pessoas.

  • Proposta 02 - (17 votos) REALIZAR uma missão paroquial, visitando as casas, vilas e prédios, buscando uma aproximação com as famílias que ficaram isoladas devido a pandemia, reforçando a comunidade como base do encontro e divulgando as ações sociais e encontros oferecidos pela nossa paróquia.

Ao final, as propostas foram aclamadas com uma salva de palmas e com o canto “Baião das Comunidades”. A tarde prosseguiu com os avisos e o encontro foi encerrado com a bênção conduzida pelo pároco, Padre Antônio Carlos. Encerrando a assembleia, os participantes partilharam de um lanche na Cantina Pastoral.


A decisão desta assembleia será enviada para a Região Episcopal, bem como partilhada entre os grupos da Paróquia.