Buscar

Como superar o luto

O luto é uma resposta emocional normal de sofrimento, que acontece após a perda de uma conexão afetiva muito forte, seja com uma pessoa, animal, objeto ou com um bem material, como o emprego, por exemplo. Esta resposta perante a perda varia bastante de pessoa para pessoa e, por isso, não existe um período de tempo específico para determinar o quanto deve durar o luto de cada pessoa. Ainda assim, a Associação Americana de Psiquiatria definiu alguns parâmetros para ajudar a identificar o luto patológico, que não é saudável e que deve ser tratado.

A forma como cada pessoa vive o luto depende de vários fatores como a relação que tinha com a pessoa falecida, o tipo de apoio familiar ou social e personalidade de cada um.

Como superar o processo de luto:

A perda de um ente querido é um evento que acontece na vida de quase todas as pessoa e que é acompanhado de muita emoções e sentimentos. Algumas estratégias que podem ajudar durante o processo são:

  1. Tome o tempo necessário: todas as pessoas são diferentes e experimentam o mesmo evento de uma maneira específica. Dessa forma, não existe um tempo que determina quando alguém se deve sentir bem. O importante é que cada pessoa viva o processo no seu ritmo, sem se sentir pressionada;

  2. Aprenda a aceitar a dor e a perda: deve-se evita procurar outras formas de ocupar o tempo e a mente, já que evitar pensar na situação, usando o trabalho ou a prática de exercício físico, por exemplo, pode acabar atrasando o processo de luto e prolongando o sofrimento;

  3. Expresse o que sente: não é recomendável inibir emoções e sentimentos durante o processo de luto e, por isso, é recomendável expressar o que está sentindo. Não deve existir vergonha ou medo de chorar, gritar ou falar com outras pessoas próximas ou um psicólogo ou psiquiatra, por exemple;

  4. Participe de um grupo de apoio: está é uma boa opção para quem não deseja fazer sessões individuais com um profissional. Neste grupos, várias pessoas que estão passando por situações semelhantes falam sobre o que estão sentindo e a sua experiência pode ajudar os outros;

  5. Rodeie-se de entes queridos: passar tempo com as pessoas que se gosta e que têm histórias em comum para compartilhar, facilita o processo do luto, especialmente se estiverem relacionadas com a pessoa, animal ou objeto que se perdeu.

Além destas estratégias, é sempre uma boa opção consultar um especialista, como um psicólogo ou psiquiatra, que poderá avaliar o caso e sugerir outras opções para ajudar a superar melhor o processo de luto.

TUA SAÚDE

Clínica Social Santo Antônio Vila Belém

Rúbia Mara de Assis - (31) 9 9715 1755