Buscar

Quaresma: uma escola de vida!

Palavra de Deus: Mt 6,1-6.16-18

Quarta feira de cinzas: com a imposição das cinzas, reconhecemos a necessidade de dar outro rumo a nossa vida. Mudar o nosso coração de pedra em novo coração. Ao traçar a cruz com cinzas na fronte de cada um, a liturgia da Igreja proclama: “convertei-vos e crede no Evangelho”.


Neste tempo de Cinzas a liturgia insiste para que possamos ver a nossa verdade; aceitar nossa fragilidade, reconhecer nossos dons e limites; confiar em Deus que nos conhece melhor que nós mesmos: “lembra-te que és pó... Os ramos do Domingo de Ramos transformados em cinzas, passaram pelo fogo, garantia que aquilo que passa pelo fogo, é necessariamente renovado.


Para ajudar em nossa mudança de uma vida estreita e limitada para uma vida aberta e comprometida, a liturgia quaresmal nos convida a viver as “praticas quaresmais” ou seja: ORAÇÃO – JEJUM – ESMOLA.


COMO FAZER?

A oração: Entre em seu quarto (Mt 6,6) Significa entrar no seu interior. Exige esforço.O que é esse quarto? É o espaço onde Deus faz sua passagem pela nossa vida, pela nossa história. Dar importância ao SILÊNCIO. Do silêncio brota a palavra que torna a nossa vida mais intensa, abrindo o nosso coração a Deus e aos irmãos.


Deus é amor e precisamos descer até seu coração, fazer-se contemplativo, orante e adorador em profundidade. A oração é um tempo para tomar consciência que minha vida passa diante dos olhos do Senhor e saber o que Ele vê nela; OLHAR COMPASSIVO E MISERICORDIOSO. Tudo é graça.


COMO É MINHA ORAÇÃO? Deixo espaço suficiente à ação surpreendente de Deus?


O jejum – Não se limita a renunciar algo: alimentos, bebidas... O Senhor me chama a jejuar de Incompreensão, a jejuar de julgar os outros,, de intolerância, de egoísmo, de soberba, de mentiras...jejuar de lamentar fracassos... Aprender a jejuar, não como sacrifício vazio, mas por amor.


DE QUE JEJUAR EM MINHA REALIDADE HOJE?