Buscar

Hábitos prejudiciais por pensar demais

1. Diminui a capacidade de resolução: os problemas se acumulam;

2. Diminui a priorização: faz com que comece várias coisas e não termine;

3. Diminui a capacidade de tomar decisões: ficamos vulneráveis a tomar decisõesimpulsivas;


Novos hábitos mentais

O problema é saber como eu percebo. Volto e consigo escolher onde vou direcionar a minha atenção.

- Percepção : perceber quando você está neste looping de pensamentos negativos. O que eu estou pensando é coisa do passado, é atual? Posso resolver agora? É preocupação ? É coisa que vai acontecer? Dica: colocar um alarme no meu celular para desviar de pensamentos ruminantes.

- Quando perceber que está nesses pensamentos negativos, perguntar: o que eu posso fazer agora e que está sob o meu controle e que posso resolver?

- Qual a prioridade que eu devo fazer agora? Qual a ação que você pode fazer agora que vai ajudar a resolver?

- Colocar um prazo determinado para você se preocupar, como 5 minutos/ ou mais, coloque atenção em outra coisa.

-Se dar permissão de soltar e reconectar o seu pensamento para uma experiência agradável.

A ruminação de pensamentos está associado a infelicidade, é um hábito que não devemos cultivar, não vai produzir nenhuma criatividade.

- Filtrar e direcionar os pensamentos: o medo de errar e a busca pela perfeição é tóxica, quando algo não dá certo a pessoa tende a se culpar gerando estresse devido a dificuldade de lidar com coisas que não são perfeitas.

- Dificuldade de lidar com situação que você não tem controle é querer ter controle sobre algo que não se tem, dificultando a resolução dos problemas.

- Ficar preso pelos porquês do passado , temos que olhar para o nosso passado a medida que isso nos deixe mais fortes e mais aprendizados. Tire o peso emocional do passado para a mudança de novos hábitos para começar a mudar o futuro.


É importante entender que os pensamentos ruminantes são negativos e repetitivos sobre o presente ou o passado, e que eles são gerados pelo medo e pela preocupação que nos perturbam não levam ninguém a lugar algum.

Vamos gritar bem alto e sem nenhuma vergonha: AGORA CHEGA!


Rúbia Mara de Assis

Psicóloga Clínica