Buscar

Domingo de Ramos: da Galiléia para Jerusalém


Palavra de Deus: João 12, 12-19 Lc 19,29-40

"Jesus caminhava à frente subindo para Jerusalém"

O QUE DIZ O TEXTO?

A vida de Jesus é uma grande subida a Jerusalém e, nessa subida desconcertou a todos. A Quaresma foi um tempo privilegiado para nos aproximar mais de Jesus e conhecê-lo mais profundamente: ‘Quem é esse homem?”

- Aproxima-se a hora de Jesus...dois discípulos são enviados por Jesus a Jerusalém com a tarefa de arrumar um jumentinho para ele montar. Jesus faz sua entrada na cidade. A multidão, cheia de peregrinos e os discípulos, aclamam a Jesus. Gesto corajoso e perigoso.

Em sua entrada em Jerusalém, Jesus quis recuperar a cidade como lugar do encontro e da comunhão, como espaço de paz e de solidariedade. O gesto de Jesus é um gesto profético, provocativo, de entrar na cidade montado em um jumentinho, símbolo da simplicidade e do despojamento de qualquer pretensão de poder.

O QUE O TEXTO DIZ PARA MIM?

O Eremitério urbano teve em quem se inspirar. Você como seguidor (a) de Jesus tem em quem se inspirar. Eremitério urbano, um espaço onde todos podem ali entrar livremente, criar relações e convivência, lugar de oração, de hospitalidade, de ser aceito e reconhecido como humano.

Jesus entra em Jerusalém, rodeado do povo, das pessoas simples, um povo oprimido que O aclama porque vêem nele uma luz de esperança, de vida, de justiça, de amor, de misericórdia e de paz. Viram seus gestos de cura, de defesa dos fracos, de acolhida dos marginalizados.

Jesus quer humanizar a cidade de Jerusalém para que todos possam caminhar por ela livremente.

O QUE O TEXTO ME FAZ DIZER A DEUS?